Desbravando o “Last Mile”: definições, tendências e novos caminhos

Ao adentrar o universo do comércio exterior, nos deparamos com a expressão “last mile” e compreendemos a importância vital dessa etapa na cadeia de suprimentos. Vivendo o auge das compras online por meio de marketplaces e e-commerce, o “last mile” destaca-se como um elemento crucial para garantir não apenas a entrega de qualidade, mas também uma experiência satisfatória para o consumidor.

Explorando as Três Fases da Logística

A jornada logística se divide em três fases, cada uma marcando uma etapa fundamental do processo. O “First Mile” inaugura o trajeto, englobando o transporte da mercadoria do ponto de origem até o centro de coleta ou distribuição. Em seguida, temos o “Middle Mile”, responsável pelo transporte entre armazéns, centros de distribuição e pontos de venda. Por fim, o tão discutido “Last Mile” representa a fase derradeira, onde o produto parte do centro de distribuição para as mãos do cliente.

Decifrando o Tempo no “Last Mile”

Determinar a duração exata do “last mile” é uma tarefa desafiadora, uma vez que depende do destino da entrega, que pode variar de 1 km a cruzar fronteiras. A designação de “last mile” persiste enquanto a entrega estiver direcionada ao destino final do cliente. É importante salientar que essa etapa entra em ação somente após a conclusão de duas fases igualmente cruciais.

  • First Mile: como o ponto de partida da fase logística, esta etapa abrange o transporte da mercadoria desde o ponto de origem até o centro de coleta ou distribuição. Tarefas como gestão de pedidos, embalagens e carregamentos são realizadas aqui, muitas vezes de forma manual. A integração da tecnologia à logística surge como uma solução para aprimorar processos, evitando falhas de comunicação e atrasos.
  • Middle Mile: esta fase descreve o transporte entre armazéns, centros de distribuição e pontos de venda. Essencial para empresas com uma ampla base de clientes ou varejistas robustos, o “Middle Mile” otimiza a comunicação entre o “First” e o “Last Mile”. O sistema de logística 4.0 desempenha um papel crucial, melhorando a comunicação e garantindo o alinhamento entre os setores.
  • Last Mile: a reta final, onde o produto é entregue ao cliente, representa a última etapa do transporte. A eficiência global do processo determina o sucesso dessa operação. Vale destacar que 53% de todos os custos de transporte estão relacionados ao “Last Mile”, conforme dados da Mordor Intelligence.


Cenário do “Last Mile” no Brasil

A satisfação do cliente com uma marca está intrinsecamente ligada à experiência durante o “Last Mile”. Pesquisas indicam que 90% dos consumidores brasileiros não retornam após uma experiência negativa nessa etapa. Isso reflete uma competição acirrada no varejo, onde a capacidade de oferecer condições de entrega favoráveis se torna um diferencial crucial.

O “Last Mile” não é apenas a conclusão logística, mas também um momento-chave para construir relacionamentos e fidelizar clientes. Com custos representando de 30% a 50% dos gastos totais de envio, investir em melhorias nessa fase é vital, especialmente considerando o crescimento exponencial do e-commerce no Brasil.

Impacto do “Last Mile” na Operação Logística

Entre os impactos mais significativos, destacam-se:

  • Redução de Custos: investir em sistemas de roteirização é uma estratégia para reduzir custos logísticos, criando rotas eficientes, economizando combustível e otimizando caminhos.
  • Eficiência Operacional: o “Last Mile” impacta diretamente nos custos operacionais e nos indicadores logísticos, sendo vital para o sucesso global da operação.
  • Satisfação do Cliente: om altas expectativas dos consumidores, garantir eficiência no “Last Mile” torna-se essencial para a satisfação e fidelização do cliente.

Desafios do “Last Mile” e Estratégias de Otimização

  • Despesas Elevadas: o “Last Mile” pode se tornar custoso, especialmente devido à falta de planejamento logístico, trânsito intenso e problemas na comunicação.
  • Qualidade do Serviço de Transporte: a entrega bem-sucedida depende da qualidade do serviço de transporte, exigindo investimentos e confiança nas empresas parceiras.
  • Imprevistos: problemas como tráfego intenso, obras, acidentes e condições climáticas imprevisíveis podem impactar a logística.
  • Processos Manuais: sistemas defasados ou pouco integrados podem comprometer a gestão das entregas, resultando em erros e atrasos.
  • Alta Expectativa do Cliente: as crescentes expectativas dos consumidores demandam eficiência, exigindo investimentos em tecnologias dedicadas ao “Last Mile”.

Otimizando o “Last Mile”: Estratégias Eficientes

  • Diversificação nas Opções de Entrega: amplie as opções de entrega para proporcionar uma experiência flexível ao cliente. Mantenha uma frota diversificada para adaptar-se às diferentes demandas.
  • Múltiplos Fornecedores e Centros de Distribuição: evite depender apenas de um fornecedor ou transportadora. Múltiplas opções proporcionam flexibilidade, melhores preços e redução de riscos.
  • Agendamento de Entregas: agendar as entregas de acordo com as preferências dos clientes ajuda a otimizar a rotina logística, proporcionando segurança e comodidade.
  • Uso da Tecnologia para Monitoramento: invista em tecnologias para monitorar as entregas, oferecendo transparência e interatividade. Auditorias de fretes, cotações online e relatórios de desempenho são essenciais.

Tendências Futuras no “Last Mile”

Com o aumento das compras online, estima-se que até 2030 as entregas de “last mile” cresçam em 78% nas grandes cidades do mundo. As empresas estão explorando inovações, como “crowdshipping”, drones, inteligência artificial, Internet das Coisas, robôs e smart lockers para superar os desafios e garantir eficiência no “Last Mile”.

Em um mundo onde a conectividade e as expectativas dos consumidores estão em constante ascensão, otimizar o “Last Mile” não é apenas uma necessidade, mas uma oportunidade para se destacar em um mercado cada vez mais competitivo. Invista em estratégias eficientes, abrace a tecnologia e esteja preparado para desbravar o desafio e colher os frutos dessa jornada logística. Afinal, no “Last Mile”, cada passo conta.

Aqui no Blog da Só Galpões trazemos semanalmente artigos sobre logística, gestão empresarial e mercado imobiliário de galpões. Acompanhe-nos para saber mais.